fbpx

Randolfe pede prorrogação da CPI da Covid até novembro Por Reuters



© Reuters. Senador Randolfe Rodrigues durante sessão da CPI da Covid no Senado
05/05/2021 REUTERS/Adriano Machado

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – O vice-presidente da CPI da Covid do Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou nesta segunda-feira um pedido para prorrogar por mais 90 dias os trabalhos da comissão de inquérito no momento em que a investigação parlamentar avança sobre suspeitas envolvendo o governo do presidente Jair Bolsonaro.

A comissão encerra os trabalhos no dia 7 de agosto, mas, se for prorrogada, as apurações vão seguir até novembro. Para que isso ocorra, é preciso o apoio de ao menos 27 senadores — se isso ocorrer, automaticamente a CPI será estendida.

“A CPI da Covid, inicialmente instalada com o intuito de apurar as ações e omissões do governo na pandemia, além de identificar os culpados por essa tragédia que já nos custou mais de 510 mil mortes, nos levou ao que pode ser um dos maiores casos de corrupção da história do Brasil”, disse Randolfe, no Twitter.

“Por isso, tendo em vista a necessidade, o elevado número de documentos e provas recebidas, apresentamos o requerimento pedindo a prorrogação da CPI por mais 90 dias. A prorrogação torna-se automática a partir de 27 assinaturas”, completou.

A CPI colocou Bolsonaro no foco das apurações após as suspeitas de irregularidades no contrato para a compra, no valor de 1,6 bilhão de reais, de doses da vacina indiana contra Covid-19 Covaxin.

O deputado Luís Miranda (DEM-DF) e o irmão dele, o servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda, afirmaram, em depoimento à CPI na sexta-feira passada, terem alertado o presidente sobre suspeitas na contratação da Covaxin.

O presidente e a Precisa Medicamentos, que representa a Bharat Biotech, fabricante da Covaxin, negam irregularidades.

Após os depoimentos dos irmãos Miranda, a cúpula da CPI avalia propor ao Supremo Tribunal Federal uma notícia-crime por prevaricação contra Bolsonaro.

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *