fbpx

Bolsonaro promete respeitar vontade de ianomâmis sobre mineração em suas terras Por Reuters


2/2

© Reuters. Presidente Jair Bolsonaro ao lado de um indígena na reserva da tribo Ianomâmi na fronteira com a Venezuela em São Gabriel da Cachoeira, Amazonas, Brasil, 27/05/2021. Marcos Correa/Handout via REUTERS

2/2

(Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro prometeu que respeitará a vontade de ianomâmis sobre o uso das suas terras indígenas durante visita a uma localidade na Amazônia, acompanhado de oficiais do Exército, na quinta-feira.

Foi a primeira vez que Bolsonaro visita terras indígenas na Amazônia como chefe de Estado.

“Senhores ianomâmis, nós respeitamos vocês, a vontade de vocês será feita. Vocês não querem mineração, não terá mineração”, afirmou o presidente, em vídeo compartilhado em seu perfil no Twitter.

O presidente afirma que há “outros irmãos índios, em outros locais, dentro e fora da Amazônia, que desejam minerar a terra, que desejam cultivar a terra”, e que o governo também respeitará esse direito deles.

Mas acrescentou: “jamais aprovaríamos uma lei onde seria obrigado que a terra fosse explorada por quem quer que seja, isso não acontecerá”.

Lideranças da Terra Indígena Ianomâmi haviam divulgado na última segunda-feira manifesto repudiando a possível ida de Bolsonaro à localidade, especialmente sobre a possibilidade de o presidente visitar garimpos na região.

“Nós, lideranças tradicionais, não estamos interessados em discutir sobre garimpo ilegal na TIY, não queremos negociação de legalização de garimpo, somos contra a exploração de mineração nas terras indígenas”, afirmou o comunicado.

“Por isso nós não queremos a visita do presidente nas nossas comunidades. Já nos posicionamos sobre isso diversas vezes e não estamos sendo escutados”, acrescentaram.

No vídeo divulgado neste domingo, Bolsonaro também afirmou que Exército ajudará a garantir a vontade dos ianomâmis. “Os homens fardados que estão aqui, são do Exército brasileiro, farão respeitar o direito e a vontade de vocês”, disse.

O Congresso Nacional, onde Bolsonaro tem conseguido garantir apoio da maioria, está atualmente considerando projeto de lei proposto pelo governo que liberaria a mineração comercial e a agricultura em terras indígenas.

“O projeto que está lá, é a etnia, quem quiser explorar, explora; quem não desejar, não será explorado”, afirmou Bolsonaro aos ianomâmis.

 

(Por Paula Arend Laier; )

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *