fbpx

Lula e FHC ensaiam aproximação em almoço e discutem “descaso do governo Bolsonaro” Por Reuters


2/2

© Reuters. Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso se cumprimentam ao posar para fotografia em São Paulo
12/05/2021
Ricardo Stuckert/Instituto Lula/Divulgação via REUTERS


2/2

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) – Depois de trocarem afagos pela imprensa, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso se encontraram para um almoço nesta semana, a convite do ex-ministro Nelson Jobim, que trabalhou em ambos os governos.

O encontro foi revelado por Lula em suas redes sociais, em duas fotos com FHC e Jobim.

“A convite do ex-ministro Nelson Jobim, o ex-presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se reuniram para um almoço com muita democracia no cardápio”, disse postagem assinada pelos assessores de Lula.

“Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia.”

Nos últimos dias, Lula e FHC já ensaiavam uma reaproximação. Em entrevista ao jornalista Pedro Bial, na TV Globo, FHC afirmou que, nas eleições de 2022, votaria em Lula contra o presidente Jair Bolsonaro. Em 2018, na disputa do segundo turno entre o petista Fernando Haddad e Bolsonaro, disse o ex-presidente, pela primeira vez ele anulou o voto.

Em sua conta no Twitter, Lula respondeu ao ex-presidente: “Eu gostei da entrevista do FHC. Sempre tivemos uma disputa civilizada. Ele me conhece bem, conhece o Bolsonaro. Fico feliz que ele tenha dito que votaria em mim e eu faria o mesmo se fosse o contrário. Ele sempre foi um intelectual e sabe que não dá pra inventar uma candidatura.”

Procurado pela Reuters, o anfitrião do almoço, Nelson Jobim, não quis comentar o encontro. Jobin foi ministro da Justiça de Fernando Henrique e ministro da Defesa de Lula.

“Só um deles ou os dois podem falar sobre o encontro. Eu não posso comentar ou informar, pois o encontro foi deles”, disse Jobim, que foi ministro da Justiça no governo FHC e da Defesa no governo Lula.

As assessorias dos ex-presidentes não responderam ao contato da Reuters.

Lula tenta construir uma frente política para enfrentar Bolsonaro em 2022. As últimas pesquisas mostram o ex-presidente com boas chances de derrotar o atual presidente.

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *